Manifesto pelo Textão

Nós que aqui nos reunimos acreditamos no poder do texto.

Acreditamos, como o blogueiro iraniano Hossein Derakhshan, que os blogs são o melhor lugar para encontrar pensamentos alternativos, comentários relevantes, discordâncias civilizadas, pontes para conexões e mudanças.

Nós que aqui nos reunimos aceitamos a inevitabilidade das mídias sociais, mas queremos mais: queremos espaços para refletir, para encontrar, para conectar. E acreditamos que estes espaços estão nos blogs e não nos nossos feeds e timelines.

Por isso, nós que aqui nos reunimos pretendemos, com a Central do Textão, criar uma vitrine para blogs autorais, cujo único compromisso seja com a expressão livre e descentralizada de cada um dos nossos autores-participantes. Cada blog que integra a CT é como a casa de seu autor, que nos convida a entrar, tomar um café e bater dois dedos de prosa. A CT é o condomínio, mas cada autor é soberano em seu blog.

Nós que aqui nos reunimos adoraríamos dominar o mundo, mas enquanto isso não acontece, nosso espaço é limitado. Um conselho editorial avalia pedidos de ingresso na CT e eventualmente revisa a pertinência de blogs que já integram o grupo.

Para manter a CT fiel ao espírito que motivou sua criação, estabelecemos alguns critérios para participação:

  • O blog deve ser autoral, ou seja, seu conteúdo deve ser original e de autoria da pessoa que assina os posts.
  • Não serão aceitos blogs:
    • de notícias;
    • com predomínio de posts patrocinados ou relacionados a produtos;
    • vinculados a empresas;
    • com conteúdo ligado a instituições religiosas ou político-partidárias.

Assim como deveria ser o Estado, a CT é laica e independente.